Skip to main content
pd3

resenha • penny dreadful • 1ª temporada

Essa semana um amigo meu me indicou a série Penny Dreadful, assisti o primeiro episódio e a história não me conquistou mas resolvi dar uma chance a ela. No segundo episódio ainda não tinha uma opinião formada se havia gostado ou não. Resolvi então assistir a 1ª temporada para conseguir chegar a uma conclusão.

Bora pra história e para as minhas considerações:

• resumo sem spoilers

pd5

Sir Malcolm, um explorador, e Stra. Ives, uma médium, estão em busca de informações sobre Mina, a filha do Sir Malcolm. Para isso, eles contam com a ajuda de Ethan Chandler, do Dr. Victor Frankenstein e de Sembene. No meio dessa busca encontram criaturas malignas e colocam suas vidas em perigo. Além disso, outros personagens participam da trama.

• o que achei sem spoilers

É uma série “assistível” mas, na minha opinião, é uma produção para segundo plano, quando você não tem muita coisa pra ver sabe? A história me deixou intrigada mas não conseguiu “laçar” a minha atenção. Terminei a temporada mais por curiosidade do que por realmente estar gostando da história.

• personagens sem spoilers

pd7

A série mistura vários personagens que são famosos nos livros e contos de terror. Nessa temporada temos além do Dr. Victor Frankenstein, Van Helsing, Dorian Gray, a figura do vampiro, lendas urbanas como a do Jack – O Estripador, seres místicos como lobisomens e bruxas, e coisas do antigo Egito.

• produção e interpretação sem spoilers

Como a série se passa no século XIX, na Londres Vitoriana, a produção é incrível. Cenários, figurinos e maquiagens perfeitos. Essa parte eu curti bastante.

pd6

O elenco escolhido é muito fera. Quero ressaltar dois atores que curti muito a atuação. Eva Green dá vida à Vanessa Ives, precisamos aplaudir a atuação dela. Realmente está incrível, fantástica. Reeve Carney interpreta Dorian Gray, ele consegue passar para quem assiste todo o mistério e sensualidade do personagem.

pd10

• o nome • curiosidade

Pesquisei o porque do nome ser Penny Dreadful já que não tem nenhuma personagem com esse nome (sim eu pensei que fosse o nome de alguém) e descobri que Penny Dreadfuls eram publicações de ficção e terror que eram vendidas na Inglaterra no século 19. Como essas histórias custavam um centavo, o apelido delas era “centavos do terror”.

• resenha com spoilers

pd9

Falando por partes, a primeira cena da temporada, da mãe indo no banheiro, é bem legal. A cena no primeiro monstro do Frankenstein matando o segundo é legal também. Em relação às cenas, pode-se resumir que, a série tem cenas e momentos extremamente excepcionais e momentos extremamente sem graças.

pd1

Achei que como a série uniu muitos personagens famosos em uma única história acabou perdendo a identidade dela. Quiseram fazer uma história sensacional com todos eles mas acabou que ficou normal. Nada de espetacular nisso.

pd4

Fiquei triste ver a Brona morrendo e p. da vida com o Dr. Victor ter matado ela para transforma-la em um monstro. Estou curiosa para ver como será isso na segunda temporada. Por falar em monstro, Rory (o primeiro monstro do Frankenstein) me deixou com raiva dele no começo mas a medida que a série foi passando, fiquei com dó e comecei a gostar do personagem.

pd2

A história parece ser arrastada e enrolada. O final foi bem fraco. Eles passam a temporada toda procurando a Mina, buscam ela em lugares obscuros e ai, nesse final, quando a encontram é só aquilo? Tipo, “ – Oi pai, blábláblá….quero a Vanessa…blábláblá….sou sua filha….”, Malcolm atira nela e fim. Meu, foi tipo uma equação de segundo grau isso, aquela confusão no meio pra no final ser algo tosco. Acho que eles poderiam ter feito um episódio final bem mais impactante considerando todo o mistério e todo o suspense em torno da Mina durante a temporada.

A 1ª temporada tem 8 episódios e está disponível na Netflix.

Se você já assistiu conta aí o que achou!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>